#internacional

Quinta-feira (19/09) com o Podcast falando da conquista do Athletico, campeão da Copa do Brasil 2019. Vitória conquistada com grande atuação e vitória por 2 a 1, em pleno Beira-Rio, concretizando a vantagem do primeiro jogo. Para Rogério Tavares, o técnico Tiago Nunes é o craque do Furacão: “Consegue reciclar peças, formação tática, estratégias”. O Athletico levou poucos sustos, segurou o Inter no primeiro tempo e comandou a etapa final, chegando ao segundo gol nos acréscimos. Título conquistado com uma campanha impecável do Rubro-Negro, passando por Fortaleza, Flamengo, em pleno Maracanã, e Grêmio, após derrota por 2 a 0 no primeiro jogo e virada épica na Baixada, com vaga nos pênaltis. Na decisão, o Athletico foi superior nos dois jogos. “Furacão em outro patamar, joga de igual para igual com qualquer time do Brasil”. Agora, o Athletico vai para o Brasileiro mais leve, sem responsabilidade, o que o pode render bons resultados ao Furacão. “Vai estar entre os primeiros, pode escrever”, garante Rogério Tavares. Ouça tudo do Podcast também pelo Spotify e pelo Google Podcast.

Publicado em 19/09/2019

Terça-feira (17/09) com o Podcast falando sobre a decisão da Copa do Brasil, entre Athletico e Internacional. Para Rogério Tavares, uma das decisões mais equilibradas. Treinadores com carreiras e estilos parecidos. “Muito equilíbrio para colocar um favorito”, diz Tavares. O Furacão tem a vantagem pela vitória no jogo de ida, por 1 a 0, mas o Colorado tem a vantagem do apoio no Beira-Rio. Rogério Tavares fala também sobre a declaração dada pelo técnico Tiago Nunes no domingo, dizendo que estava cansado e deixando o futuro em aberto. “Chama a responsabilidade e a atenção para ele e tira dos jogadores”, diz Rogério. Ouça tudo do Podcast também pelo Spotify e pelo Google Podcast.

Publicado em 17/09/2019

Torcedores do Athletico, convidados pelo GloboEsporte.com, participaram de um podcast especial para debater sobre a finalíssima da Copa do Brasil, contra o Internacional. O jogo está marcado para 21h30 desta quarta-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre. O podcast, comandado pelos repórteres Fernando Freire e Nadja Mauad, teve a participação dos atleticanos Fabiano Claro, Flávia Weidman, Juninho Baulhout, Rhaissa Silva, Rodrigo Orlandini e Thays Kloss, além de Gustavo Malucelli e Henrique Cardoso. Ouça tudo do Podcast também pelo Spotify e pelo Google Podcast.

Publicado em 16/09/2019

Quinta-feira (12/09) com o Podcast falando da vitória do Athletico sobre o Internacional, por 1 a 0, na primeira partida da final da Copa do Brasil. Rogério Tavares destaca que o Furacão precisa conter qualquer euforia, mas considera uma importante vantagem para o jogo de volta. “Em um jogo tão equilibrado, conquistar uma vitória é para se comemorar”, diz. O nome do jogo foi Bruno Guimarães, que chamou a responsabilidade e marcou o gol do Athletico. Sobre o jogo de volta, Rogério Tavares lembra que os dois times são parecidos em campo e vão precisar de um “nível de excelência” para garantir a taça. De um lado, um Furacão “equilibrado e que tem tudo para ser campeão. Do outro, um Inter  de “uma camisa gigante” e com a pressão do Beira-Rio. Ouça tudo do Podcast também pelo Spotify e pelo Google Podcast.

Publicado em 12/09/2019

Terça-feira (10/09) com o Podcast falando exclusivamente do Athletico e a preparação para a final da Copa do Brasil. Para Rogério Tavares, o Athletico atingiu um patamar diferente entre os clubes brasileiros: “Inegável que o Athletico está entre os grandes do país”. Ele lembra que o Furacão vem crescendo desde o título do Brasileiro, em 2001, brigou várias vezes no topo, foi para Libertadores em algumas oportunidades. Teve o rebaixamento, em 2011, mas logo conseguiu voltar à Série A e conquistou outros feitos importantes. “O Athletico subiu um ou mais degraus na hierarquia do futebol brasileiro”, reforça Tavares. Nesta temporada, o Furacão teve poucos momentos de baixa, mostrou evolução. Na Copa do Brasil, eliminou Flamengo e Grêmio, dois dos mais badalados no Brasil. Pela frente, um Inter que também vem crescendo. Final que vai marcar o encontro entre Tiago Nunes e Odair Helmann, “duas gratas surpresas desse hall de treinadores no Brasil”. Expectativa de Arena lotada, torcedor empolgado. O Athletico não chega como favorito, mas com igualdade de condições. “Dois times grandes em campo, um deles é o Athletico”, completa Rogério Tavares.  Ouça tudo do Podcast também pelo Spotify e pelo Google Podcast.

Publicado em 10/09/2019